Casa do Marceneiro, Marcenaria em Parauapebas

Compensado

marceneiro, portas de mdf, compensados, janelas em mdf, madeira maciça, esquadrias, portais, ferramentas, acessórios, marcenaria

Fabricação:

O Compensado utilizado pelas marcenarias é uma placa formada por lâminas finas de madeira coladas umas sobre as outras com seu grão perpendicular às camadas adjacentes para maior força. Há geralmente um número ímpar de dobras, porque a simetria faz com que o placado seja menos propenso a entortamentos, e que o grão nas superfícies exteriores siga sempre o mesmo sentido. As dobras são ligadas sob o calor e a pressão com colas fortes, geralmente com resina fenólica, fazendo da madeira compensada um tipo do material composto.

Origem:

Com base nos recentes conhecimentos históricos, é possível afirmar que a primeira lâmina de madeira foi produzida no Antigo Egito, aproximadamente em 3000 a.C, sendo destinadas à confecção de luxuosas peças de mobiliário pertencentes aos reis e príncipes. Pesquisas arqueológicas revelaram a existência de peças em madeira que são verdadeiras obras de arte, tais como: O trono encontrado na tumba do faraó Tutancâmon, confeccionado em cedro e revestido com finas lâminas de marfim e ébano, e uma cama feita em laburno. A qual apresenta algumas características essenciais do moderno painel de compensado em sua cabeceira. Acredita-se que as lâminas eram obtidas a partir de serras manuais, sendo alisadas através de material abrasivo, provavelmente a pedra-pome. Quanto aos adesivos empregados, é aceita a hipótese de que fossem à base de albumina. As civilizações Assírias, Babilônicas e Romanas, posteriores à Egípcia, também promoveram avanços no uso de laminados e, certamente, com grande influência desta última.

marceneiro, portas de mdf, compensados, janelas em mdf, madeira maciça, esquadrias, portais, ferramentas, acessórios, marcenaria

 

Curiosidades:

Os principais tipos desse material são:

Vantagens:

Uma razão comum para usar a madeira compensada, em vez da madeira lisa, é sua resistência ao rachamento, ao encolhimento, à torção, e ao seu alto nível de força. Ela substituiu muitos outros tipos de madeira em aplicações de construção por estas razões.

Qualidade:

Material mais leve (não necessita de ferragens especiais); Maior aderência de pregos e parafusos; Menor grau de empenamento.